Procrastinar é o que há -n

    Compartilhe
    avatar
    Bivi

    Mensagens : 236
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Bivi em Sab Fev 14, 2015 4:02 am

    Elisa arregalou os olhos ao ver as queimaduras nas mãos de Mark. Não apenas isso, sangue vertia do ferimento. Ela engoliu em seco e fitou Thiago tentando ajudá-lo sem sucesso.

    — Isso deve estar doendo muito. — A garota voltou a observar o loiro. — Posso tentar ajudá-lo? Vou fazer o possível para não doer... Alguém precisa tomar conta destes ferimentos. Você não vai conseguir trabalhar assim.
    avatar
    Hack
    Admin

    Mensagens : 322
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Hack em Sab Fev 14, 2015 4:09 am

    Mark encarou a garota friamente. Mesmo sentindo muita dor, ele se esforçava para não deixá-la transparecer.

    Juntos, ele e Thiago responderam:

    — Não preciso de nenhuma ajuda.

    — Ele precisa sim de ajuda.

    Eles se entreolharam.

    — Você não vai fazer nada até cuidar desses ferimentos, está ouvindo? — disse Thiago, firme.

    Mark revirou os olhos.

    — Elisa, por favor. — Thiago pegou a caixa de primeiros socorros das mãos de Dennis, entregando-a para a garota. — Suas mãos parecem mais delicadas. Cuide dele.

    Então, o garoto negro aproximou-se do ruivo, notando que ele não parecia muito bem. Tratou de arranjar uma cadeira para ele se sentar e um copo de água.

    — Calma, carinha. Vai dar tudo certo, ok? Tipo, sério, o Mark já se ferrou mais que isso. — ele esboçou um sorriso, tentando tranquilizá-lo.

    Dennis levou o copo à boca, trêmulo. Ainda fitava o meio-irmão, preocupadíssimo.


    avatar
    Bivi

    Mensagens : 236
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Bivi em Sab Fev 14, 2015 4:39 am

    A garota assentiu e conseguiu esboçar um pequeno sorrisinho.

    — Pode deixar.

    Elisa pegou a caixa de primeiros socorros e tirou de lá o necessário para fazer curativos.

    — Vou precisar de um pouco de água.

    Dito isso, seguiu até um tonel de água e encheu um pouco do líquido em um balde. Ela retornou para a frente de Mark e umedeceu um pano. Tratou de lidar com o sangue antes de qualquer coisa, umedecendo e lavando o paninho até o vermelho sumir completamente das mãos do loiro.

    Feito isso, começou a limpar os ferimentos com cuidado. Parecia estar concentrada no que fazia, afinal, gostava de ser útil. Elisa terminou de limpar as queimaduras depois de poucos minutos.

    Ela então envolveu a palma das mãos de Mark com gazes, "enfaixando" as lesões até chegar em seus pulsos. Tomou cuidado de não pressionar os locais dos ferimentos, pois isso prejudicaria na recuperação. As bandagens haviam sido enroladas bem de leve e protegiam as queimaduras.

    A garota fitou o loiro.

    — Seria bom se você não trabalhasse mais por hoje. Suas luvas vão atrapalhar. — Disse, fechando a caixinha de primeiros socorros. — Mas se quiser continuar, enfaixei as suas mãos. É melhor do que deixar a pele desprotegida.

    Elisa então deu um sorrisinho.

    — Terminei. Não foi tão ruim, não é?
    avatar
    Hack
    Admin

    Mensagens : 322
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Hack em Sab Fev 14, 2015 5:12 am

    Mark deixou que Elisa tratasse suas queimaduras. Tentou ficar imóvel o máximo que podia, sufocando quaisquer gritos de dor que quis soltar.

    Ele fitou suas mãos enfaixadas, averiguando-as. Já não doíam mais tanto quanto antes. A garota havia feito um bom trabalho.

    — Obrigado, Elisa. — agradeceu, assentindo a cabeça de leve.

    O filho de Hefesto então se levantou. Fechou as mãos levemente, pegando um outro par de luvas. Insistia em continuar trabalhando mesmo no seu estado.

    Thiago tirou as luvas de perto do meio-irmão. Pegou todas as luvas e óculos de proteção, encarando Mark de forma repreendedora.

    — Nada de trabalho por hoje.

    Mark o encarou secamente.

    — Me devolva minhas luvas. Agora. — rosnou, soando bem ameaçador.

    O garoto negro apenas riu. Não se assustava mais com o outro.

    — Nem pensar. — ele deu um sorrisinho, recusando-se a entregar qualquer coisa. — Você vai tirar o resto do dia de folga e vai relaxar um pouco. Nada de trabalhar pelo resto do dia, não enquanto essas queimaduras não cicatrizarem direito.

    Mark trincou os dentes. Estava começando a ficar irritado de verdade.
    Ele pulou em cima de Thiago, tentando recuperar uma luva. Thiago apenas o empurrou para longe, teimoso.

    — Eu vou chamar a Larissa, está ouvindo? — ameaçou Thiago, sério.

    Mark enrijeceu. Estreitou o olhar, xingando baixinho.

    — ... Que se dane.

    Ele tentou trabalhar sem luvas, sem óculos, sem nada. Thiago franziu o cenho, sem acreditar naquilo.

    — Você tá louco mesmo, né?? — ele riu baixo, puxando Mark para longe de sua bancada de trabalho. — Como afinal que você conseguiu essas queimaduras? Não foi trabalhando, ou foi...?

    O loiro não respondeu. Lançou um olhar à Dennis, que até então, testemunhava tudo em silêncio.

    — Foi minha culpa, não é? — sussurrou o ruivinho, baixando o olhar. — Foi... durante a caçada. Foi eu quem o queimei...

    Thiago franziu o cenho, sem entender o que Dennis queria dizer com aquilo. Rapidamente, ele se levantou do banco e botou os óculos de proteção que estavam pendurados em seu pescoço nos olhos.

    — Eu trabalho para você, irmãozão!! — disse, decidido. — Eu vi você trabalhando naquela vez... Não deve ser muito difícil, né?!

    O garoto sardento aproximou-se da bancada de Mark. Com as mãos nuas, pegou um martelo, observando o fogo queimar dentro da fornalha. Estava prestes a meter a mão no cabo de um grande panelão de bronze derretido quando Mark gritou:

    — NÃO!!

    Dennis levou um susto. As chamas da fornalha queimaram com mais intensidade, explodindo para fora dali. Uma onda de calor atravessou o local, atingindo todos os presentes. Thiago colocou-se entre o fogo e Elisa, protegendo-a do mormaço. Sendo filhos de Hefesto, os três possuíam uma resistência maior em relação ao fogo e ao calor. Elisa, não.

    Quando as labaredas diminuíram, Dennis respirou fundo, tocando seu corpo. Podia jurar que tinha sido atingido pelas chamas, mas não tinha se queimado. Thiago não parecia ferido também. Já Mark...

    As roupas do loiro estavam chamuscadas. Algumas pontas de seus cabelos mal tratados queimavam. O pior foi descobrir que suas sobrancelhas grossas haviam sumido. Queimadas completamente.

    Dennis cobriu a boca ao ver que o meio-irmão não tinha mais sobrancelhas. Se não estivesse tão nervoso, provavelmente teria rido.

    Mark ergueu uma sobrancelha e... Ops. Ele não tinha mais sobrancelha alguma.

    — ... O que foi?

    Ele olhou para Thiago, que hesitou em responder.


    avatar
    Bivi

    Mensagens : 236
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Bivi em Sab Fev 14, 2015 5:21 am

    Elisa deu um gritinho e se encolheu, temendo ser atingida pelo fogo. Porém, quando olhou para a frente, enxergou Thiago. Ele a protegeu de virar churrasco. Curiosamente, o garoto não havia se ferido.

    — O-obrigada! — Murmurou, em seguida olhando para Mark.

    O loiro estava em uma situação cômica. Seria engraçado se não fosse trágico.
    Ela piscou algumas vezes, sem saber o que dizer. Provavelmente ele ficaria furioso quando se visse no espelho.

    — ...O seu rosto...
    avatar
    Hack
    Admin

    Mensagens : 322
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Hack em Sab Fev 14, 2015 5:27 am

    Mark revirou os olhos. Não imaginava que tinha perdido as sobrancelhas, pensando que Elisa estivesse falando de sua feiura natural.

    — Ah, pois é. Infelizmente, Hefesto não é conhecido por sua beleza, sabe...? — resmungou, amargurado.

    Nem Dennis nem Thiago tiveram coragem de falar qualquer coisa.

    — Quer saber, enfie essa luva aonde achar melhor. — rosnou, apontando o indicador para Thiago. — Eu vou dar o fora daqui.

    E em seguida, Mark saiu das Forjas, muito irritado. Ficaria ainda mais irritado quando descobrisse o que tinha acontecido com seu rosto...

    Dennis engoliu em seco, trêmulo.

    — E-Eu... Eu vou morrer, não vou? — guinchou, que nem um roedor.

    — ... É só dar um maço de cigarro pra ele que ele sossega o facho. — disse Thiago, ainda meio tenso. Voltou-se na direção de Elisa, preocupado com ela. — Tudo bem com você? Não se queimou nem nada, né?


    avatar
    Bivi

    Mensagens : 236
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Bivi em Sab Fev 14, 2015 5:33 am

    — Não foi isso que eu quis... — Antes que pudesse concluir a frase, Mark saiu das Forjas.

    Ela trocou olhares com Dennis e Thiago. Só imaginava o que o loiro faria quando descobrisse o que aconteceu.

    — Eu estou bem. — Respondeu, assentindo para a pergunta. — Coisas como essa costumam acontecer nas Forjas? Digo, o fogo explodindo..?

    O olhar da garota estava fixo na fornalha, como se algum bicho pudesse sair lá de dentro. Não havia sido uma experiência muito agradável.
    avatar
    Hack
    Admin

    Mensagens : 322
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Hack em Sab Fev 14, 2015 5:48 am

    Thiago sorriu, aliviado em saber que a garota estava bem.

    — Incrivelmente, não. Isso foi bem estranho, na real. — ele franziu o cenho, tentando entender o que tinha acontecido.

    — Acho que isso foi minha culpa... — murmurou Dennis, baixando o olhar. — Eu... Hã, meio que... costumo explodir coisas...

    Thiago ergueu uma sobrancelha, surpreso com a revelação.

    — Espere aí... Isso quer dizer que... Uau!! — ele abriu um largo sorriso, que ia de uma orelha à outra. — Parabéns, carinha! Você é um filho de Hefesto capaz de manipular o fogo!!

    — E-Eu... Hã?!

    Antes que pudesse digerir a informação, o meio-irmão lhe deu um abraço de urso, erguendo-o do chão.

    — Caraca! Isso é raro... Tipo, você sabe que Hefesto é o deus das forjas e tals, né? Todos os seus filhos possuem resistência ao fogo e ao calor... Facilita, e muito, quando se trabalha nas Forjas! — ele riu. — Mas então, de tempos em tempos nasce um filho de Hefesto capaz de manipular o fogo. Parece que você foi o sorteado dessa vez, carinha!

    Dennis piscou várias vezes. De repente, tudo estava explicado. Os incêndios que começavam do nada, as explosões que causava... Tudo aquilo de repente fez sentido.

    — O-Oh, céus...

    Ele engoliu em seco. Estava mais assustado que contente. Fitou suas mãos, com medo de que elas se incendiassem sozinhas.
    Notando a preocupação do outro, Thiago deu um tapinha nas costas do ruivo.

    — Não se preocupe. Eu e Mark vamos ajudá-lo a controlar seu poder, certo?

    Dennis assentiu, conseguindo esboçar um sorrisinho. Era bom saber que podia contar com alguém. Que tinha irmãos com quem podia sempre contar.

    — Valeu, cara. Mesmo. — Dennis fungou, ameaçando chorar.

    — Haha. Vamos! Nada de chorar! — ele então fitou Elisa. — Bem, acho que preciso voltar ao trabalho, já que Mark não vai ser de muita ajuda por algum tempo... — e deu de ombros. — Hm... Vocês podem levar essas armas aqui para o Arsenal, por favor? — pediu, referindo-se ao resto da pilha.


    avatar
    Bivi

    Mensagens : 236
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Bivi em Sab Fev 14, 2015 5:56 am

    Elisa sorriu ao saber que Dennis, de certa forma, era especial. Pelo visto, seus poderes eram raros.

    Ela assentiu com o pedido de Thiago. Havia até esquecido que faltavam algumas armas para serem entregues ao Arsenal.

    — Sim, sem problemas! — Disse, sorridente. O seu sorriso logo sumiu de seu rosto. — Hã... Thiago, se não for pedir muito, você sabe por que Mark trabalha tanto? Ele parece se esforçar até demais. — Comentou, um tanto preocupada.
    avatar
    Hack
    Admin

    Mensagens : 322
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Hack em Sab Fev 14, 2015 6:11 am

    Thiago foi pego de surpresa pela pergunta de Elisa, demorando para responder.

    — Por quê o Mark trabalha tanto?

    — A-Ah, eu também gostaria de saber o motivo! Quero dizer, ele está sempre preocupado com o trabalho dele, até parece que a vida dele depende disso! — disse Dennis, curioso.

    Thiago sorriu.

    — Bem, tecnicamente... a vida dele depende mesmo do trabalho dele. — seu tom de voz tornou-se sombrio. — Sabe, Mark vive sozinho há muito tempo, desde os treze anos. Ele precisou fazer... coisas para sobreviver.

    — Q-Que tipo de coisas?

    — Você já viu as tatuagens dele? Ele já fez parte de muitas gangues. Ele já teve que roubar para ter o que comer. Aos dezesseis, Liam e Gill encontraram Mark e o trouxeram para o acampamento. Larissa ofereceu uma casa para ele. Disse que podia passar o ano inteiro no acampamento, se quisesse. Mas Mark não quer ficar aqui para sempre... — Thiago mexeu distraidamente em um martelo, pensando no meio-irmão. — Mark quer sair daqui e tentar a vida. Quer arranjar um apartamento para ele e ter um trabalho honesto. Ele é pago pela quantidade de armas que faz. Em dracmas. E depois, quando quiser, pode converter os dracmas em dólares. É por isso que ele trabalha tanto e é tão rígido consigo mesmo... Ele precisa de dinheiro para sair daqui.

    Dennis não soube o que dizer. Por um lado, finalmente entendia o motivo pela qual o meio-irmão era tão preocupado com seu trabalho. Por outro, tinha ficado assustado ao descobrir seu passado, que já fora um criminoso. Ou com pena, seria a palavra certa.

    "Abandonado aos treze...? Que tipo de pais horríveis fazem isso com uma criança?", pensou, entristecido.

    Antes que pudessem dizer alguma coisa, Thiago se pronunciou:

    — Não fiquem com essa cara. Mark deixou a vida de marginal faz um bom tempo. Ele é um cara honesto, e muito trabalhador. Não precisam ter medo dele, apesar de, às vezes, ele parecer muito assustador. — riu-se.


    avatar
    Bivi

    Mensagens : 236
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Bivi em Sab Fev 14, 2015 6:20 am

    Elisa ficou surpresa ao saber que Mark já fora um marginal. Sentiu pena do garoto ao pensar em como deveria ter sido para ele. Ninguém merecia ser abandonado pelos pais, especialmente quando se é tão novo.

    Embora estivesse com certo receio no momento, sabia que o loiro não teve escolha. Agora sabia que ele teve um passado sofrido e não adiantava querer culpá-lo por isso.
    Sua expressão se amenizou quando ouviu o restante da explicação.

    — Certo. — Disse, esboçando um sorrisinho. — Obrigada por tudo, Thiago. Nos vemos outra hora!

    Em seguida, a garota fitou Dennis e a pilha de armas.

    — Vamos terminar o serviço? — Perguntou, rindo.
    avatar
    Hack
    Admin

    Mensagens : 322
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Hack em Sab Fev 14, 2015 6:25 am

    Dennis pareceu sair do seu transe. Ele assentiu a cabeça, distraído.

    — A-Ah! Vamos sim! — disse, dando um sorrisinho.

    O garoto sardento então recolheu várias armas, cuidadoso. Virou-se na direção do meio-irmão.

    — Valeu, Thiago! Até logo!

    Thiago acenou para os dois, voltando ao trabalho.

    "Tenho que dar um jeito de arranjar um maço de cigarros...", pensou Dennis. Então, seguiu em direção ao Arsenal, tratando de terminar a tarefa que lhe foi dada.
    avatar
    Bivi

    Mensagens : 236
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Bivi em Sab Fev 14, 2015 1:48 pm

    Não demorou muito para que Elisa terminasse a tarefa. Ela seguiu de volta para o Arsenal carregando várias armas e começou a guardá-las com muito mais facilidade. Com o local limpo e organizado, era muito mais fácil de prosseguir.

    A garota acabou de guardar as espadas e escudos. Deu um breve suspiro de alívio e em seguida olhou para Dennis.

    — Bem, vou dar uma volta agora... Nos vemos depois, Dennis!

    Sendo assim, Elisa saiu do Arsenal.
    avatar
    Hack
    Admin

    Mensagens : 322
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Hack em Sab Fev 14, 2015 5:07 pm

    — Certo! Até mais, Elisa! — o garoto sardento acenou animadamente, saindo também do Arsenal.

    "Cigarros, hm?"

    De repente, Dennis teve uma ideia de quem poderia ajudá-lo a conseguir tais cigarros. Quem seria melhor para essa tarefa do que alguém filho de Hermes, o deus dos ladrões...?

    Assim sendo, ele seguiu em direção aos chalés. Foi fácil encontrar o chalé 11, que ficava logo ao lado do chalé de Hefesto.
    Ele subiu na varanda. A porta do chalé estava aberta.

    — Hã... Ô de casa?

    Dennis esperava encontrar Gary&Larry ali, mas não havia ninguém. Todos deveriam estar em suas atividades...

    Quando virou-se para ir embora, o ruivo deu de cara com alguém. Era um garoto de altura mediana (ou seja, um pouco menor que ele mesmo). Vestia-se completamente de preto, sem usar o uniforme do acampamento. Poderia passar despercebido entre a multidão se não fosse seus olhos de cores diferentes e a franja branca que contrastava com o resto de seu cabelo negro.

    — Posso ajudar? — perguntou o garoto, analisando Dennis.

    Dennis deu um passo para trás. Não conseguia desviar o olhar dos olhos do outro campista, que eram um azul-gelo, e outro preto, encarando-o intensamente. Se o garoto estava desconfortável, não demonstrou.

    — E-Eu... estava procurando por alguém de Hermes... — guinchou, um tanto assustado com a presença do estranho.

    — Por quê?

    — Queria uma coisa que... não se pode conseguir facilmente, hã, por assim dizer...

    O garoto cruzou os braços, nem um pouco convencido.

    — Contrabando, é? Isso é ilegal. Talvez eu devesse dedurá-lo para o Sr. D... ou Larissa.

    Dennis não sabia qual das duas alternativas era a pior.

    — Olha só, cara... Eu não quero arranjar problemas com ninguém, tá? — bufou, sentindo-se intimidado. Então, também cruzou os braços, fazendo pose de fortão. — E eu poderia dedurá-lo por estar no chalé errado, mocinho!!

    — Eu vivo no chalé 11. — respondeu o outro, indiferente.

    — HAHA! Ok, talvez eu não seja tãão gênio assim, mas você não é nada parecido com os outros filhos de Hermes, ou com Gary&Larry!

    O garoto estranho estreitou o olhar. Seus olhos bicolores faiscaram ameaçadoramente, e Dennis sentiu um arrepio.

    — Sou indeterminado. — grunhiu, seus lábios se contraindo num sorriso cínico. — Enmei Chiryou. Estou aqui há mais tempo que sua adorada Larissa, se quer saber. Então... mostre um pouco de respeito, novato.

    Dennis cerrou os punhos. Tinha odiado aquele cara.

    — Indeterminado, é?? Se eu tivesse um filho tão chato como você, também não o determinaria!! — gritou o ruivinho, fumaça saindo de sua cabeça.

    O semblante de Enmei endureceu. Dennis se arrependeu na hora de ter falado aquilo, pois o garoto parecia prestes a pular em seu pescoço e rasgar sua garganta com as unhas. Ao invés disso, ele limitou-se a respirar fundo e dar outro sorrisinho falso.

    — Bom conhecê-lo, Dennis Campbell. E boa sorte tentando sobreviver ao Acampamento... Você vai precisar.

    O garoto indeterminado então empurrou Dennis para fora do seu caminho, entrando no chalé 11. O filho de Hefesto trincou os dentes, o rosto queimando de raiva. "Quem aquele cara pensa que é?!"
    Ele bufou, saindo dali à procura de um filho de Hermes.
    ~

    Foi difícil arranjar um maço de cigarros para o meio-irmão, mas após correr pelo acampamento inteiro fazendo favores para campistas do chalé 11, Dennis conseguiu o tão desejado presente. Retornou para o chalé 9, aproximando-se da cama de Mark e deixando os cigarros ali, juntamente com um bilhete.

    — Ahh, tomara que ele não esteja tão bravo comigo... — choramingou.

    Foi então que Dennis viu sua cama. Ela estava cheia de lama e grama, com insetos nojentos espalhados pelo colchão. Seu travesseiro estava recheado de pinhas e cascalhos.

    — HÃ?! M-Mas...

    O ruivinho estava boquiaberto. Surpreso. Mas então, sua surpresa se transformou em raiva. Ele bateu o pé, fumaça saindo de sua cabeça.

    — APOSTO QUE FOI AQUELE RECALCADO INDETERMINADO QUE FEZ ISSO!! ELE VAI VER SÓ, AQUELE IDIOTAA!!

    Dennis então saiu furioso do seu chalé, indo atrás de Enmei. Mas ele não estava mais no chalé de Hermes. Correu então pelo Acampamento e, ao passar pela Floresta, foi acertado com bolas de lama.

    — EEI!! — gritou, olhando ao redor. Mas não havia ninguém ali. Ele então chutou uma árvore, furioso. Quando fez aquilo, uma garota literalmente brotou da planta, dando um tapa na cara dele.

    — Monstro!! — gritou a garotinha, derramando lágrimas de clorofila.

    Outras meninas saíram de dentro de árvores, lançando pinhas e bolas de lama contra Dennis. Ele correu para longe da Floresta, dando então de cara com Ceci. Ela e os campistas do chalé 4 carregavam pás e mudas de plantas, além de alguns sacos de fertilizante.

    — Dennis...? O que houve? — perguntou Ceci, preocupada com seu estado.

    O garoto sardento ofegava, completamente sujo. Apoiou as mãos no joelho, tentando recuperar o fôlego.


    avatar
    Caio

    Mensagens : 90
    Data de inscrição : 30/12/2014
    Idade : 18

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Caio em Sab Fev 14, 2015 5:42 pm

    Após a reunião Ceci havia reunido o chalé 4 para ajudar à reflorestar a floresta que havia sido queimada. Com a ajuda de alguns sátiros, incluindo Liam que já se recuperara da caçada, foram até a floresta com pás, algumas mudas pequenas de arvores e fertilizante do armazém do chalé de Deméter. Quando entraram na floresta encontram um garoto ruivo do chalé 9, era o Dennis, ele estava todo coberto de lama.

    - Ei! Você foi o cara que colocou fogo na floresta! – Clover estava vermelha de raiva, ela ia dar um tapa no garoto, se Liam não a segurasse.

    - Calma Clover! Ele não fez de proposito. – O sátiro fez um olhar para o garoto, e silenciosamente falo para ele pedir desculpas.
    avatar
    Hack
    Admin

    Mensagens : 322
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Hack em Sab Fev 14, 2015 6:06 pm

    Dennis deu um pulinho para trás, amedrontado com a reação de Clover.

    — E-Ei! Eu já disse que foi sem querer! Eu não queria tacar fogo na Floresta!! — gritou, com medo que fizessem mais alguma coisa contra sua pessoa. Não queria levar uma surra de pás do chalé de Deméter... — Todos ficam me tratando como se eu fosse algum tipo de monstro... Olha só o que fizeram comigo!

    Ele apontou para as suas roupas enlameadas. Fungou, os olhos marejados.

    — Eu sinto muito... Mesmo. Sinto muito ter queimado a Floresta... Se... Se tiver alguma coisa que eu possa fazer...!

    Ceci deu um sorrisinho, compreensiva. Deixou as mudinhas de plantas que carregava de lado, dando um abraço no filho de Hefesto. Não se importou com o estado dele, nem em se sujar de lama.

    — Está tudo bem, Dennis. Sei que você nunca faria algo assim de propósito! — então, ela pegou um paninho limpo de sua bolsa, tratando de tirar a sujeira do rosto sardento do garoto. — Se quiser, você pode nos ajudar a reflorestar o lugar! O que acha?

    Dennis assentiu. Tocado pela bondade da filha de Deméter, chorou.

    — A-Ah, eu gostaria muito!!

    Ceci sorriu, secando as lágrimas que escorriam pelos olhos de Dennis.

    — Ótimo! Tome. Pode ficar com ele. — ela entregou seu lenço para o garoto. — Você pode me ajudar a levar as mudas?

    — Sim! — Dennis guardou o lenço de Ceci no bolso, pegando algumas plantinhas.

    A líder do chalé de Deméter voltou-se na direção dos meio-irmãos.

    — Vamos, pessoal! Vamos plantar novas árvores na Floresta!

    Os campistas do chalé 4 começaram a se separar, espalhando-se pelo lugar. Dennis aproximou-se de Clover e Liam.

    — Será que eu posso ficar com vocês dois?


    avatar
    Caio

    Mensagens : 90
    Data de inscrição : 30/12/2014
    Idade : 18

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Caio em Sab Fev 14, 2015 6:35 pm

    Clover logo se acalmou quando o garoto ruivo se desculpou, ele parecia estar sendo sincero, ela se sentia culpada depois por pensar mal dele. Liam percebe que a garota não ia mais fazer mal algum então soltou ela, quando os campistas se separaram em grupos Dennis havia chegado perto.

    - Ok, você pode se juntar com nós, só não fica fazendo piadinhas o tempo todo, já tenho um para eu aturar. - Clover se sentia mal por ter brigado com o garoto então ela acaba deixando ele se juntar a eles.

    - Vamos procurar algum lugar pra plantar essas arvores. - Liam dá um sorriso simpático para o filho de Hefesto.

    Juntos eles vão para um lugar que havia sido atacado pelo fogo, por causa disso não havia muitas arvores e havia muitas cinzas no local.

    - Ei, vamos tirar essas cinzas primeiro. – Liam se vira para Dennis. – Você me ajuda a tirar essa sujeira? – ele entrega uma pá para ele.
    avatar
    Hack
    Admin

    Mensagens : 322
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Hack em Sab Fev 14, 2015 6:44 pm

    — Valeu! — ele abriu um largo sorriso, seguindo os dois mata adentro.

    A Floresta estava mesma destruída. O solo estava preto, coberto de fuligem. Era possível ver restos de árvores derrubadas no chão, seus troncos queimados e retorcidos.

    Dennis suspirou, sentindo-se mal por ter feito aquilo. Voltou a si quando o sátiro o chamou.

    — A-Ah, claro! — ele pegou uma pá, começando a retirar as cinzas. Trabalhava silenciosamente, com medo de falar algo errado e irritar Clover.


    avatar
    Caio

    Mensagens : 90
    Data de inscrição : 30/12/2014
    Idade : 18

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Caio em Sab Fev 14, 2015 7:01 pm

    Liam e Clover começaram a trabalhar, cada um limpando a sujeira com uma pá. Quando terminaram Clover percebe que Dennis estava trabalhando num canto em silencio, não era do habitual dele ficar sem falar e nem soltar cantadas para ela, ele devia estar se sentindo mal por causa dela, no começo ela tentou ignorar o garoto, mas com o tempo ela desistiu e foi até ele.

    - Se você quiser eu posso te ensinar a plantar.
    avatar
    Hack
    Admin

    Mensagens : 322
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Hack em Sab Fev 14, 2015 7:06 pm

    Dennis foi pego de surpresa pela oferta de Clover.

    — Você... sabe plantar?
    avatar
    Caio

    Mensagens : 90
    Data de inscrição : 30/12/2014
    Idade : 18

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Caio em Sab Fev 14, 2015 7:19 pm

    - Sim, meu pai era jardineiro, então eu aprendi muito com ele num jardim botânico. – Clover então se lembrara com que aconteceu com o jardim, ela não gostava de lembrar-se dessas coisas, então tentou mudar de assunto – Vem cá que te ensino. – ela o levou para um canto mais limpo do local. – você pode começar fazendo um buraco aqui.
    avatar
    Nate

    Mensagens : 98
    Data de inscrição : 30/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Nate em Sab Fev 14, 2015 7:48 pm

    Após ter deixado Nick na enfermaria, Allen resolveu dar uma volta pelo acampamento. Enquanto caminhava percebeu como sua vida mudou drasticamente, ainda não havia caído a ficha que estava em um lugar para semi-deuses, e nem acreditava que estava longe de sua casa por mais de um 1 dia. Tudo o que queria era comprar um remédio para sua mãe e sair da cidade o mais rápido que pudesse, mas muitas coisas aconteceram desde então.

    Sem perceber, o jovem estava em uma região mais afastada dos chalés. Cansado, resolveu deitar na sombra de árvore que estava por perto, e lá adormeceu.
    avatar
    Hack
    Admin

    Mensagens : 322
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Hack em Sab Fev 14, 2015 8:30 pm

    Assim como instruído, Dennis cavou um buraco na terra. Tinha ficado muito feliz em ver que Clover estava disposta a ajudá-lo, pois não fazia ideia de como se plantava mudas de árvore...

    — Seu pai era jardineiro de um Jardim Botânico? Tipo, aqueles jardins enoormes? Que daora! Eu já fui uma vez num lugar assim, só que aí eu acabei incendiando umas flores raras e...

    O filho de Hefesto gaguejou. Talvez não fosse bom mencionar o estrago que causou na sua visita ao jardim botânico...

    — Mas eaí, como é fazer parte do chalé de Deméter? Como é o seu chalé por dentro? Você deve ter muitos meio-irmãos, né? — perguntou, tratando de mudar de assunto rapidamente.

    ~

    Puto da cara e proibido de trabalhar, Mark decidiu dar uma volta pelo acampamento. Estava ficando ansioso por não estar ocupado com alguma coisa, e logo a vontade de fumar começou a aparecer.

    O problema era que ali, no Acampamento Meio-Sangue, o uso de qualquer tipo de droga era estritamente proibido. E que Larissa tinha ameaçado dar uma surra nele caso descobrisse que estava bebendo ou fumando de novo. Era por isso que insistia tanto em trabalhar pois, quando ficava sem ter o que fazer, a abstinência ressurgia. Com força.

    Precisava arranjar algo para fazer. Qualquer coisa, antes que arrancasse seus dedos fora com os dentes.

    Foi então que avistou um rapaz albino descansando debaixo de uma árvore. Conhecia aquele campista: era um dos novatos. Tudo bem que ele parecia estar dormindo, mas naquele momento, Mark não se importava. Tinha que achar alguma coisa para se manter ocupado ou enlouqueceria.

    O loiro sentou-se ao lado do albino. Após alguns segundos de silêncio, pronunciou-se:

    — Eaí? Cansado da caçada?


    avatar
    Nate

    Mensagens : 98
    Data de inscrição : 30/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Nate em Sab Fev 14, 2015 10:53 pm

    Ao ouvir a voz e ser despertado de seu sono, o jovem deu um resmungo e virou-se do lado contrário do sujeito, voltando a dormir. Umas das coisas que mais odeia é ser acordado por alguém, não importava quem seja, qualquer um que tentasse despertá-lo o jovem o odiaria para o resto de sua vida (bem, menos sua mãe...).
    avatar
    Hack
    Admin

    Mensagens : 322
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Hack em Sab Fev 14, 2015 11:46 pm

    Mark considerou aquilo como um sim.

    — Como você se chama mesmo? Você trabalha numa fazenda? — perguntou o loiro, curioso.




    Última edição por Hack em Qua Fev 18, 2015 10:43 pm, editado 2 vez(es)
    avatar
    Nate

    Mensagens : 98
    Data de inscrição : 30/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Nate em Dom Fev 15, 2015 12:16 am

    Allen ficou mais irritado do que já estava. A única coisa que queria no momento era um pouco de paz, mas pelo jeito não conseguiria naquele instante. Levantou-se para sentar, mas no momento que se virou para xingar o sujeito que o estava incomodando, parou e ficou observando o loiro com uma cara de bobo. Havia algo no rosto dele que estava muito errado. Demorou para raciocinar o que era, mas logo disse quase como um sussurro:

    -Suas...sobrancelhas....
    avatar
    Hack
    Admin

    Mensagens : 322
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Hack em Dom Fev 15, 2015 12:32 am

    O rapaz franziu o cenho, sem entender do outro.

    — Minhas... hã?

    Mark levou as mãos até a testa. Foi então que percebeu que... suas sobrancelhas haviam sumido.
    Ele as cobriu com as mãos enfaixadas imediatamente, encarando o albino.

    — ... Tá muito ruim?




    Última edição por Hack em Qua Fev 18, 2015 10:43 pm, editado 2 vez(es)
    avatar
    Nate

    Mensagens : 98
    Data de inscrição : 30/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Nate em Dom Fev 15, 2015 12:51 am

    O jovem assentiu com a cabeça. Toda a sua raiva de ter sido acordado havia sumido,aquela visão fora o suficiente para que ficasse calado por alguns minutos.

    - Elas...bem, como isso aconteceu? - Disse após ter se recuperado da visão.
    avatar
    Cah

    Mensagens : 160
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Cah em Dom Fev 15, 2015 1:10 am

    Rose saía da enfermaria. Ela tinha decidido fazer companhia para Nick até que ele estivesse 100% certo de que seu tornozelo não incomodava mais. Agora eles poderiam achar algo para fazer pelo acampamento. Mas, apesar de se esforçar, a garota não conseguia pensar em nada. Não podia deixar de se perguntar onde estariam os outros. Será que Elisa tinha melhorado? Apesar da mais velha tê-la elogiado mais cedo, ainda assim era comum para Rose se preocupar.
    avatar
    Nate

    Mensagens : 98
    Data de inscrição : 30/12/2014

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Nate em Dom Fev 15, 2015 1:15 am

    Graças a Rose, Nick já estava bem melhor. Nem sentia mais dor em seu tornozelo, portanto poderia dar uma caminhada pelo acampamento, pelo menos assim não sentiria tanto sono. Ao sair da enfermaria, foi até sua amiga e começou a falar:

    - Então...o que você quer fazer? Quer brincar de mímica ou quer caminhar?

    Conteúdo patrocinado

    Re: Procrastinar é o que há -n

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Set 24, 2017 3:32 pm