Uma visita inesperada

    Compartilhe
    avatar
    Hack
    Admin

    Mensagens : 322
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Uma visita inesperada

    Mensagem por Hack em Seg Jan 23, 2017 10:06 pm

    Naquela noite, Mark não sonhara com nada.

    O loiro abriu os olhos lentamente, fitando o teto da Enfermaria. Sem se levantar, ouviu o barulho da chuva do lado de fora da Casa-Grande, tentando organizar seus pensamentos.

    O chalé de Hera havia sido destruído por um raio. A pégaso de Gill havia sumido. Ceci estava morta. Teve que lutar contra um minotauro no mano-a-mano. Tinha quase morrido afogado quando Liam tentou lhe dar néctar e, por fim, a árvore de Thalia tinha sido envenenada.

    Mark bufou, passando a mão pelo rosto, tirando os cabelos ressecados da cara.

    — Mas que porcaria... — ele resmungou, frustrado. — Tem como isso ficar pior??

    — Ah, tem sim.

    O filho de Hefesto levantou-se rápido. Preparou os punhos, então notando que Enmei estava ali na enfermaria consigo. O garoto olhava pela janela, um sorriso enigmático no rosto.

    — O quê você quer dizer com isso??

    — Vamos descobrir logo.

    Mark estreitou o olhar, trincando os dentes. Não estava com paciência para aturar o indeterminado e suas charadas, não naquele momento.

    Ele aproximou-se de Enmei, segurando o rapaz por sua camisa e levantando-o no ar.

    — Desembucha—

    — SOCORRO!!!!!

    Da Enfermaria, Mark ouviu a porta da entrada ser aberta com força. Michelle chegou na Casa-Grande gritando desesperada, chamando pelo líder do chalé 9.

    — MARK, MARK, MARK PELO AMOR VEM RÁPIDOOOO!!! ACONTECEU UMA COISA E MEU DEUS LARGA ESSE IDIOTA E VEM!!!!

    O filho de Hefesto piscou, confuso, tentando entender o que a outra tinha dito.

    — Pera, mas o quê—

    Michelle grunhiu, segurando o braço de Mark.

    — FOMOS ATACADOS!!! GARRY&LARRY TAVAM FAZENDO O TURNO DELES PROTEGENDO A ÁRVORE E EU TIVE QUE IR CHAMAR O NELSON E PELO AMOR DE DEUS MARK SOLTA ESSE IDIOTA E VEM COMIGO AGORA!!!!!!!!!!!!

    Sem pensar duas vezes, Mark largou Enmei, sendo arrastado pela líder de Afrodite para fora dali. Dennis — que tinha levado um susto com a gritaria de Michelle e acordado por conta disso — levantou-se de sua poltrona, alerta.

    — A-ATACADOS?!?! P-PERAÍ IRMÃOZÃO!!! NÃO ME DEIXA PRA TRÁS NÃOO!!!

    O garoto ruivo saiu em disparada, seguindo os dois líderes que corriam em direção à árvore de Thalia. Eles começaram a subir o morro onde a árvore se localizava, e Dennis notou outros campistas juntando-se à eles.

    — FILHO DA MÃEEEEEEEEEE!!!!!! APAREÇAAA!!!!!!

    Aquela voz era impossível de não se reconhecer. Aquele era Nelson.

    — Estamos chegando!!! — Michelle gritou, apressando o passo.

    Finalmente haviam alcançado o topo do morro. Sob o pé da árvore de Thalia estavam os gêmeos e o líder do chalé de Ares, armado até os dentes. Era possível ver o brilho sanguinário de seus olhos sob o capacete de porco.

    — Não não não não....... — um dos gêmeos chorava, o corpo coberto por machucados. — Por quê??? Por quê......... Não não..........

    Dennis apoiou-se em seus joelhos, tentando recuperar o fôlego. Michelle e Mark aproximaram-se dos outros líderes, em posição de luta. Não havia nenhum monstro à vista.

    — O que que houve??? — Mark perguntou, confuso.

    — AQUELE FILHO DA PUTA ALI!!!! — Nelson apontou sua lança elétrica para os céus.

    — Onde??? Não estou vendo nada!!! — Michelle gritou, nervosa.

    — LÁ!!!!!!

    Mark estreitou o olhar, encarando as nuvens escuras. De repente, enxergou um pequeno ponto brilhante que se aproximava rapidamente... cada vez mais e mais...

    — PREPAREM-SE!!!!!!!!!!!

    O vento ficou mais forte. Dos céus desceu um animal grande e magnífico, o pelo branco como a neve, as asas repletas de plumas. O pégaso voava numa velocidade incrível, difícil de acompanhá-lo com os olhos. E vinha na direção dos líderes.

    Nelson urrou para a criatura, batendo em seu escudo com sua lança, desafiando-o. Correu para frente, pronto para enfrentar o pégaso cara-a-cara.

    Uma lufada de vento quase derrubou os líderes para trás. No último segundo, numa manobra fantástica, o cavalo-alado deu um rasante e voltou para os céus, deixando seu cavaleiro em terra firme.

    — Mas o quê... — Michelle gaguejou, sem acreditar em seus olhos.

    Um soldado completamente armado encontrava-se ali. Sua armadura era prateada e brilhante, bem polida, que reluzia mesmo não tendo a luz do sol. Empunhava uma lança em uma mão e uma réplica do escudo Aegis na outra. Era impossível ver o rosto do cavaleiro por conta do capacete que usava. Sua capa branca agitava-se ao vento, e a aura ameaçadora que saía dele era extremamente poderosa.

    Por um momento, ninguém se moveu. Ninguém falou nada, nem sequer respirou. Era como se o tempo tivesse parado.

    Nelson manteve-se firme em sua posição, nada amedrontado. Fosse quem fosse, ele iria dar uma surra naquele outro cara.

    — REVELE-SE, ESTRANHO!!! OU MORRA SEM DIZER SUA IDENTIDADE...!

    O cavaleiro levou a mão ao seu capacete, tirando-o e mostrando seu rosto. Seus cabelos loiro-platinados voaram ao vento, seus olhos cinzentos e assustadores como as nuvens carregadas de chuva e eletricidade que tomavam conta dos céus.

    O queixo de Mark caiu.

    Aquele era...

    — Sou Gill Hamilton, filho de Atena, líder do chalé 6.

    Mark congelou em seu lugar. Gill... Ele estava ali. Ele estava vivo. Bem à sua frente.

    O líder do chalé de Hefesto começou a tremer. Uma enxurrada de emoções tomaram conta de si. Surpresa. Alegria. Medo. Raiva. Gill estava ali. Gill estava ali. Gill estava ali.

    As palavras não saíram de sua boca. Mark gaguejou. Queria saber onde Gill estivera aquele tempo todo. Por quê tinha sumido. O que estava fazendo ali. Queria abraçá-lo. Queria socá-lo. Queria matá-lo. Ele estava ali.

    Antes que qualquer um pudesse dizer algo, o verdadeiro líder do chalé de Atena continuou.

    Ele girou sua lança, que brilhou e desapareceu no ar. Gill fechou os punhos, que faiscaram. O cheiro forte de ozônio tomou conta de tudo. Relâmpagos brilharam nos céus. Uma arma foi tomando forma nas mãos do rapaz, a forma brilhante de um raio. Ele segurava um raio. O raio-mestre de Zeus.

    — Eu, Gill Hamilton, declaro guerra aos deuses do Olimpo!!!!!


    Nisso, ele apontou na direção de Nelson e dos demais líderes. Um raio cortou o ar, indo em direção à árvore de Thalia, que foi explodida em pedaços.
    avatar
    Caio

    Mensagens : 90
    Data de inscrição : 30/12/2014
    Idade : 18

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Caio em Seg Jan 23, 2017 11:23 pm

    O tumulto tomou conta da Casa Grande, e os olhos de Liam e Clover começaram a abrir lentamente, vendo que os campistas estavam correndo para fora ver o que aconteceu com os gêmeos.

    - Hey!! Não quero ficar sozinho aqui não! – Liam correu logo alcançando o Dennis.

    Com muito esforço e o corpo ainda dolorido, Clover decidiu acompanha-los. Ao percorrer o caminho Liam conseguiu sentir um aroma agradável e meio familiar. Mesmo com os corpos doloridos e a demora de subir o morro, ambos chegaram no topo à tempo de ver a revelação do cavaleiro de pégaso.

    Gill estava lá, as emoções tomaram conta do sátiro, de alegria até raiva, mas antes que ele conseguisse fazer qualquer coisa, um raio cortou o céu respondendo a declaração de guerra do filho de Atena.

    - Bem, eu sempre sabia que dentro de você havia um piadista, não é mesmo Gill ? Mas acho melhor abaixar o Raio Mestre, o-okay? – Apesar de tudo, Liam sabia no fundo que não era uma piada de mal gosto de Gill, ele estava mais do que assegurado de sua decisão.
    avatar
    Cah

    Mensagens : 160
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Cah em Seg Jan 23, 2017 11:35 pm

    Ryan caiu do sofá quando a líder do chalé de Afrodite entrou gritando e Rose se levantou assustada.

    — O quê?! O que que tá acontecendo?!?!

    O menino nem teve tempo de pensar direito, quando percebeu que aquilo significava más notícias.

    Ao ver Ryan procurando seus chinelos feito louco, Rose percebeu o que o pequeno iria fazer e a garota foi correndo acordar Nick.  

    Quando ambos chegaram onde os outros campistas tinham se reunido, o clima não poderia estar pior. O perigo iminente estava lá. Ryan pode sentir uma onda de adrenalina subir pelas suas pernas e percorrer cada centímetro de seu corpo enquanto via o pequeno ponto se aproximar e tomar a forma do pégaso branco.

    E agora o inimigo estava ali, parado bem na frente deles. Líder do chalé 6, era como ele tinha se apresentado e isso somado ao fato de que ele destruíra completamente a árvore protetora do Acampamento não podia deixar Ryan mais confuso. Era impossível não olhar para o raio faiscante e assustadoramente poderoso nas mãos do jovem e não sentir o coração acelerar, as pernas vacilarem.

    Rose, que tinha corrido para o lado dos gêmeos feridos, tinha as mãos à boca. Ao contrário de Ryan, ela conhecera Gill. Sabia que devia ter alguma coisa errada, ou melhor, gostaria de acreditar em qualquer coisa menos no que seus olhos estavam lhe mostrando. Sua visão começou a ficar embaçada e quando sentiu algo quente escorrer pelas suas bochechas sabia que aquilo era o máximo que ela poderia aguentar.


    Última edição por Cah em Seg Jan 30, 2017 12:23 am, editado 1 vez(es)
    avatar
    Nate

    Mensagens : 98
    Data de inscrição : 30/12/2014

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Nate em Seg Jan 23, 2017 11:42 pm

    Os gritos de Michelle e de Dennis despertaram Allen de seu sono. O jovem não costumava acordar cansado, pois todos os dias tinha que levantar de manhã para trabalhar com sua mãe no campo, mas o clima nublado que permanecia no céu não lhe ajudava. Vendo que alguns campistas saíram da sala, o jovem resolveu segui-los. Do jeito que estava, fazer algo era melhor do que ficar parado. Era como se o tempo agitado o obrigasse a se mexer.

    Acordado por sua amiga, Nick bocejou e coçou seus olhos várias vezes antes de sair do sofá. Normalmente, deitaria e acordaria mais 5 vezes até que estivesse totalmente acordado. Mas quando se deu conta, todos que conheciam já tinham desaparecido do local. Com medo de ficar sozinho, o garoto se levantou com um pulo e saiu correndo atrás dos demais.

    Chegando até onde os outros se encontravam, Nick percebeu que uma figura se posicionava à frente de Mark. Quando o desconhecido retirou o capacete, o garoto estremeceu ao perceber de quem se tratava. Era o líder do chalé de Atenas. Mas por que, depois de tanto tempo fora, ele de repente aparecera com o raio-mestre de Zeus? E por que desejava enfrentar os deuses?

    Próximo ao mais jovem, Allen observava a cena com um pouco de curiosidade, mas o que mais lhe chamou a atenção foi o raio que atingira a árvore. Sem dúvida, a tempestade era coisa dele, e apenas esse pensamento já o deixou com raiva do sujeito.

    avatar
    Bivi

    Mensagens : 236
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Bivi em Seg Jan 23, 2017 11:51 pm

    Elisa acordou assustada por conta da gritaria de Michelle, dando um gritinho como reação.

    — Ahh! O que aconteceu?! — Indagou, confusa.

    A única palavra que ela ouviu mais de uma vez era "ataque" e isso lhe causou arrepios. Será que mais alguém havia invadido o Acampamento? Ainda um tanto atordoada, a filha de Poseidon engoliu em seco e seguiu os demais campistas. Jade corria na sua frente por ter acordado antes.

    Durante todo aquele tempo a cigana estava com um pressentimento ruim. Por essa razão ela não conseguiu dormir, e sim apenas cochilar. Ofegante, ela estava com o olhar fixo em Nelson quando todos subiram o morro da árvore de Thalia.

    Elisa parou ao lado de Jade, arrepiando-se com o berro do líder de Ares.

    — O que está acontecendo...?

    Foi então que elas avistaram um pégaso descendo dos céus. Era uma criatura bela e extremamente rápida que carregava um cavaleiro nas costas. A tensão no ar era evidente e Jade tentava acompanhar o pégaso com os olhos. Seu coração acelerou quando o garoto pisou no chão.

    Era Gill.

    A cigana arregalou os olhos, sem conseguir esboçar reação alguma. Não era possível. Elisa observou não só Jade, mas também Mark imóveis diante do líder de Atena e engoliu em seco. Mesmo sem conhecê-lo, ela sabia que o garoto não deveria estar ali - não daquela maneira.

    Como se não fosse suficiente, Gill anunciou guerra aos deuses do Olimpo. Ele tinha o raio-mestre de Zeus. Eram informações demais para processar.

    Jade deu um grito quando a árvore de Thalia foi destruída.

    — NÃO!! — Berrou, finalmente encontrando forças para falar.

    A cigana caiu de joelhos diante da cena, as pernas trêmulas. Aquilo não podia ser verdade. Gill não podia ser ele mesmo - ela se recusava a acreditar que ele fizera tudo por vontade própria.

    Elisa observou a cena com as mãos sobre a boca. Ela não imaginava que tudo poderia desabar tão rápido em questão de dias.
    avatar
    Hack
    Admin

    Mensagens : 322
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Hack em Ter Jan 24, 2017 12:26 am

    Dennis cobriu os ouvidos com a explosão da árvore. Lascas do que era antes o pinheiro de Thalia voaram por toda parte, atingindo inclusive o ruivo.

    Nada mais fazia sentido. Era aquele rapaz o líder do chalé de Atena? Por quê ele estava fazendo aquilo?? Se ele era um líder, por que sabotaria o Acampamento daquele jeito??

    Dennis tremia. Ele olhou para o meio-irmão. Mark parecia estar preso numa espécie de transe.

    — I-Irmãozão...

    Michelle soltou um gritinho agudo, os nervos à flor da pele.

    — Nãoooooooooooooo!!!! Gillll!!! O que você está fazendooo!!! — ela puxou os cabelos, escandalosa, borrando o rímel por conta das lágrimas. — Você é o mocinhoo da história!!!!!!!

    A expressão do líder de Atena manteve-se indiferente. Nem sequer o fato de ter acabado de destruir o pinheiro de Thalia parecia tê-lo abalado. Seu olhar era frio e tempestuoso.

    — Sinto-lhe informá-lo que isso não é nenhum tipo de piada, Liam. — esclareceu Gill, mortalmente sério. — E não tenho intenções de devolver o raio-mestre de Zeus.

    Nelson rosnou por debaixo do seu capacete, enfurecido.

    — CÊ TÁ DE ZOAS COM A MINHA CARA NÉ???

    — Hm. Não, Nelson Rodriguez. Não estou de "zoas" com a sua cara. E também não pretendo perder meu tempo duelando com você hoje, ainda mais com a minha predição de que vou ganhar "de lavada" de você... como todas as outras vezes. Sinto muito. — Gill ignorou o líder de Ares, sem paciência para lidar com ele. Tinha assuntos mais importantes para tratar, e o tempo que lhe restava era pouco. Ele se dirigiu à todos os campistas ali presentes: — Espero que vocês pensem bem em suas opções e escolham com sabedoria por qual lado irão lutar.

    O filho de Atena colocou o capacete de volta, assoviando. Gênesis, sua pégaso, apareceu novamente nos céus, voando em direção ao solo.

    Gill deu seu último lembrete:

    — Vocês podem lutar junto à mim e meu exército. Ou... serem dizimados juntamente com os Olimpianos. À escolha é de vocês.

    Quando Gênesis passou ao seu lado, Gill saltou para cima da pégaso, montando nela com habilidade. Os dois estão voaram em direção às nuvens carregadas, sumindo de vista.
    avatar
    Cah

    Mensagens : 160
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Cah em Ter Jan 24, 2017 12:34 am

    Ryan ficou olhando até o pégaso se afastar. E então seu olhar foi para os outros campistas.

    — Ei... Do que ele tá falando? Como assim escolher em que lado lutar?! Ei! Ei! — O menino correu para a frente dos outros líderes, extremamente agitado. — Ele não é um dos líderes como vocês? Que ideia é essa de declarar guerra ao deuses?! O QUE TÁ ACONTECENDO?
    avatar
    Bivi

    Mensagens : 236
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Bivi em Ter Jan 24, 2017 12:44 am

    Jade fitou Gill com lágrimas se formando nos olhos.

    — Por quê, Gill?! — Exclamou, apoiando as mãos no chão. — Você...

    "Você traiu o Acampamento", quis dizer. Mas as palavras não saíram. Ela desviou o olhar enquanto tentava imaginar o motivo da traição. Nada fazia sentido em sua cabeça. Elisa fitou os demais campistas com pesar. Era um momento delicado e a garota não sabia o que dizer. Respirando fundo, a loira disse gentilmente:

    — Devemos avisar os outros...
    avatar
    Nate

    Mensagens : 98
    Data de inscrição : 30/12/2014

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Nate em Ter Jan 24, 2017 12:48 am

    Nick seguiu com o seu olhar o pégaso de Gill até que este desaparecesse entre as nuvens que cobriam o céu. Por um instante, o garoto não conseguiu pensar em nada. Sem dúvidas o poder do raio-mestre era imenso, pois o líder do chalé conseguira destruir a árvore de Thalia em um instante. Mas, mesmo tendo a arma, desafiar os deuses era loucura! Eles são seres mais fortes e superiores a eles.

    Não querendo mais pensar nisso, o garoto se virou para o local onde o pinheiro se erguia a pouco tempo atrás e percebeu o problema que eles teriam.

    - Com a árvore destruída, mais monstros poderão nos atacar, não é? - Perguntou, mesmo que a resposta já fosse clara,pois no fundo desejava que alguém negasse.
    avatar
    Caio

    Mensagens : 90
    Data de inscrição : 30/12/2014
    Idade : 18

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Caio em Ter Jan 24, 2017 12:50 am

    O cheiro de ozônio ainda estava no ar, Clover estava totalmente em choque, como se o raio-mestre tivesse atravessado seu peito. Liam tentou manter uma imagem estável, tudo isso era sua culpa, e Gill havia voltado para assombra-lo.
    avatar
    Hack
    Admin

    Mensagens : 322
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Hack em Ter Jan 24, 2017 1:27 am

    — AaaaauuuUUUUGHHHHHHH!!!! MALDITO GILL!!!!!!!

    Nelson gritou à plenos pulmões, segurando sua lança firmemente. Ele jogou a arma na direção que Gill havia desaparecido, como se esperasse acertá-lo. A lança voou alguns metros e fincou-se no chão, soltando faíscas elétricas.

    Michelle derramava-se em lágrimas, sem acreditar que o cara mais gato do Acampamento tinha virado o vilão da história. Mark, por sua vez, parecia fora de si.

    O loiro cerrou os punhos com tanta força que os nós dos seus dedos ficaram brancos. Estava tão confuso, tão indignado que nem conseguia responder a enxurrada de perguntas feitas pelos campistas. Mark queria mais que todos saber o que diabos estava se passando pela cabeça do líder do chalé de Atena.

    O choro de um dos gêmeos tirou Mark de seus devaneios. Imediatamente, o filho de Hefesto aproximou-se de Garry&Larry, encontrando ambos no chão.

    — O que aconteceu??? — Mark exclamou, percebendo a grande quantidade de sangue nas roupas e nas mãos dos garotos.

    — Ele........ A gente........ — o gêmeo número 1 soluçou, segurando o gêmeo número 2 nos braços. — E-Eu...... Foi minha culpa.........

    Lágrimas rolaram pelo rosto do gêmeo número 1. Nelson e Michelle aproximaram-se, assustados.

    — Puta merda, cara... — Nelson tirou o capacete, um nó se formando em sua garganta. — Eu sabia que deveria ter ficado com vocês....!!!!!!!! AUGH!!! Se a gente tivesse junto...

    Nelson calou-se. Chutou o próprio capacete longe, enfurecido, frustrado.

    — Eles estavam de guarda. — Michelle disse, hesitando em tocar no gêmeo número 2. Ver tanto sangue assim fazia seu estômago embrulhar. — Eu e Nelson... estávamos cuidando dos campistas, para que não saíssem de seus chalés...

    O gêmero número 1 gritou, chorando alto.

    — Gill....... Foi ele quem fez i-isso......

    Mark conseguiu enxergar um grande furo no peito de um dos garotos, do que estava falecido. Sangue escorria por sua boca e seus olhos vidrados estavam arregalados.

    Michelle cobriu a boca, espantada. Aproveitou o momento para se escorar em Mark, escondendo o rosto em sua camiseta. Nelson recusava-se à ver aquilo.

    — Era para eu.... ter sido acertado....... — o gêmeo número 1 choramingou. — Eu deveria ter morrido...... Não você!!!! Babaca! Seu idiota!!! Por quê você me salvou?!?! O que eu vou f-fazer sem você agora???? Por quê........

    O líder de Hefesto manteve-se em silêncio, observando o gêmeo que havia sobrevivido sacudir e agarrar-se ao corpo do irmão. Mark levantou-se, ignorando Michelle agarrada nele, e rapidamente tratou de impedir olhares curiosos de se aproximarem.

    — Todo mundo quieto. Voltem para seus chalés e esperem segundas ordens. — disse, firme, tentando impedir que o caos se espalhasse. — Não há nada para se ver aqui.

    Dennis engoliu em seco, completamente desnorteado. Ainda podia ouvir o choro do líder de Hermes sobrevivente, que era de cortar o coração.

    — I-Irmãozão..... — o ruivo miou, amedrontado. — O q-que... E-Eu...

    — AAAH MARK~!! QUE HORRÍVEL!!! — Michelle assou o nariz com um lencinho, abraçando o braço de Mark.

    Mark realizou um facepalm, mais preocupado com os outros campistas do que com Michelle se fazendo.

    — Só façam o que eu tô mandando. Vamos, todo mundo andando.
    avatar
    Hack
    Admin

    Mensagens : 322
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Hack em Ter Jan 24, 2017 9:40 pm

    Agora que a poeira havia baixado e Gill tinha sumido de novo, Dennis percebeu que vários outros campistas encontravam-se ali, junto à eles. Alguns estavam seus olhares curiosos tentando entender a situação. Outros entraram em desespero, sem saber como reagir.

    Com a ajuda de Nelson, Mark começou a afastar os outros semideuses da área. Ninguém queria enfrentar a fúria de um daqueles dois, logo, todos começaram à se mexerem. Dennis deu uma última olhada para o que havia restado da árvore de Thalia, descendo então o morro de volta para seu chalé.

    O garoto ruivo tentava não pensar no que havia acabado de acontecer. Outra morte... O aparecimento de Gill e a destruição do pinheiro... Nada daquilo fazia sentido. Nada mais fazia sentido. Estava amedrontado e confuso.

    — Ei, vocês!

    Dennis saiu de seus devaneios, olhando na direção da voz. Kathy estava ali, acenando para o grupo de campistas.

    — H-Hã, o que foi que eu fiz agora?

    Kathy aproximou-se.

    — O Sr. D voltou para o Acampamento... E ele e Lari querem falar com vocês.

    Dennis piscou.

    — C-Comigo?! M-Mas... sobre o quê??

    A garota loira deu de ombros. Pelo visto, não sabia do que se tratava.

    — Venham para a Casa-Grande, rápido. Parece urgente.

    Sem escolha, o filho de Hefesto assentiu e seguiu Kathy com um mau pressentimento.
    avatar
    Bivi

    Mensagens : 236
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Bivi em Ter Jan 24, 2017 9:52 pm

    Jade demorou uns bons minutos para se levantar do chão, seus olhos vidrados no que restou da árvore. Ela enxugou as lágrimas e se recompôs quando Nelson e Mark começaram a colocar ordem em tudo. Elisa se aproximou dela com um suspiro, parecendo preocupada.

    — Tudo bem com você?

    — Não se preocupe. — Respondeu a cigana com um pequeno sorriso forçado. Sua expressão endureceu novamente quando Kathy se dirigiu à eles. — Vamos.

    Elisa assentiu e deixou Jade ir na frente. Ela fitou o restante dos campistas antes de seguir andando, seus pensamentos tentando adivinhar o que Larissa estava prestes a dizer.
    avatar
    Nate

    Mensagens : 98
    Data de inscrição : 30/12/2014

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Nate em Ter Jan 24, 2017 9:57 pm

    A voz da líder do chalé de Apolo afastou Nick de seus pensamentos. Ao ouvir sobre a chegada do Sr. D, o garoto se sentiu um pouco aliviado. Ter algum deus que pudesse proteger o acampamento nesta situação crítica era reconfortante, mesmo que fosse um deus que não desse muito valor aos campistas.

    No instante em que começou a andar, percebeu a presença de Rose perto de um dos gêmeos de Hermes. Ele conseguia ver bem a tristeza que a garota carregava. Sabia que sua amiga sempre priorizava ajudar aqueles que estavam feridos, mas eles tinham recebido ordem de voltar, por isso foi até ela e a chamou para irem andando.

    Atrás dos outros campistas, Allen também começou a descer a colina.
    avatar
    Cah

    Mensagens : 160
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Cah em Ter Jan 24, 2017 9:59 pm

    Hesitante, Rose se levantou e começou a caminhar do lado do amigo. Ryan já se encontrava lá na frente, seguindo Kathy até a Casa Grande.
    avatar
    Caio

    Mensagens : 90
    Data de inscrição : 30/12/2014
    Idade : 18

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Caio em Ter Jan 24, 2017 10:13 pm

    Liam continuava imóvel encarando onde havia sumido o Pégaso nas nuvens, com vários pensamentos em mente, e mais agora a morte de um dos gêmeos, tudo aquilo era difícil de acreditar. Foi então que Clover o acordou do transe, os outros campistas já estavam à caminho casa grande, não tinha outra alternativa a não ser segui-los.
    avatar
    Hack
    Admin

    Mensagens : 322
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Hack em Ter Jan 24, 2017 11:04 pm

    Foram poucos minutos de caminhada até a Casa-Grande, mas minutos de silêncio e tensão. Assim que chegaram na varanda, Kathy abriu a porta da entrada e guiou os campistas até a sala de estar.

    Um homem baixinho de cabelos cacheados e camisa havaiana florida estava de frente à lareira. Sr. D demorou para "perceber a chegada dos semideuses", virando-se apenas quando Kathy se pronunciou:

    — Estamos aqui, Sr. D.

    — É é, eu sei. — ele bufou, franzindo o cenho ao ver o estado dos jovens. Estavam de pijamas, imundos e encardidos. — ... Credo. Enfim, eu tive que dar uma passada lá no Olimpo por quê tivemos um certo "acidente". O raio-mestre—

    — É, foi Gill quem roubou o raio-mestre de Zeus!!!! — Dennis exclamou, interrompendo o homenzinho. — Nós vimos ele!!! Ele apareceu dos céus e de repente ELE EXPLODIU A ÁRVORE DE THALIA E—

    — Gill o quê...?

    Larissa estava sentada numa poltrona. Seu rosto ainda parecia inchado e ela segurava um copo com néctar e cubos de gelo, que estava bebericando. Apesar disso, parecia mais saudável do que no dia anterior, graças à bebida dos deuses.

    — É... Hã, Gill apareceu e...

    — Não não. Você... deve estar enganado. Gill não faria uma coisas dessas; eu conheço bem ele. — Larissa recusava-se a acreditar naquilo. Ela sacudiu a cabeça, negando aquela possibilidade.

    — Humph. Parece que encontramos o ladrãozinho que roubou o raio-mestre de Zeus. — Dionísio não parecia surpreso. Nem preocupado.

    A gordinha protestou:

    — Não pode ser Gill! Ele... Vocês devem ter sido enganados por um encanto, isso. Ou ele está enfeitiçado.

    — De qualquer forma, — Sr. D ignorou o surto da garota. — Acontece que vamos ter que recuperar o raio de Zeus. É. Bacana. Mas pra falar a verdade, já esperávamos algo do tipo faz um tempinho.

    Dennis piscou.

    — Como assim? Vocês sabiam que... isso aconteceria?

    Larissa suspirou pesadamente.

    — Havia... uma profecia. Sobre a chegada de um filho dos Três Grandes e uma missão de busca. Na época, não sabíamos o que seria roubado e pensávamos que o escolhido fosse Timothy, filho de Zeus, mas... Bem. Ele se foi. Mas agora, temos um outro filho dos Três Grandes entre nós.

    A filha de Dionísio fitou Elisa.

    Pelas mãos de um filho proibido
    Estará o destino do Olimpo
    Reerguido ou Destruído
    Pela voz, um será consumido


    Kathy estreitou o olhar. Larissa virou-se na direção de Enmei, que havia cantado a primeira parte da profecia.

    — De nada.

    Dennis afastou-se do indeterminado, desconfiado.

    — É, essa mesma, obrigado guri estranho. — Sr. D aplaudiu ironicamente. — Essa é a primeira parte da profecia, que recebemos há uns dois anos atrás. Parece que senhor Zeus e tio Poseidon não estavam afim de honrar suas promessas.

    Um trovão sacudiu a Casa-Grande. De má-vontade, Sr. D se desculpou.

    — Foi mal, foi mal. Mil perdões, Vossa Majestade.

    Outro trovão. Dionísio fez uma careta.

    Ugh. Enfim. Cante a segunda parte da profecia, vai. — ele gesticulou para Larissa, que assentiu.

    Em busca pelo que foi perdido irão
    Dois líderes de chalé e meio
    Cinco filhos de ninguém
    Mais quatro filhos escolhidos
    Junto ao filho proibido


    — Então, o negócio é o seguinte. A chegada de vocês todos já tinha sido prevista por uma de nossas campistas, a... Marília Grimm, né?

    Cecilia Green. — corrigiu Larissa.

    — É, é. Essa mesma. Marília sabia que um filho dos Três Grandes viria para cá, mas né, o menino bode falhou em sua tarefa de novo e não conseguiu trazer a filha de de Poseidon à salvo para cá. Parabéns Liam. Uhul. Mas sabe-se lá como você chegou viva aqui, então parabéns por essa façanha, Loíse.

    — É Elisa. — Larissa corrigiu outra vez.

    — Isso, tanto faz. Eu fui mandado organizar um grupo de busca para ir atrás do raio-mestre de Zeus. Yay. — o homenzinho sorriu falsamente, murmurando um "eu odeio meu trabalho" — Por quê sabem, nós somos todos-poderosos e não podemos intervir pessoalmente na pegadinha que nossos filhos fazem.

    — P-Pera aí, O QUÊ?!?! N-Nós... a gente vai ter que ir atrás do raio-mestre?!?! M-Mas!!!! Não é mais fácil Zeus buscar seu raio pessoalmente???

    — NÃO!!! Isso não seria nada interessante para o plot, duh! Imagine como o rpg iria acabar rápido se fosse esse o caso!!

    Dennis olhou para Dionísio com uma cara de quem não tinha entendido nada:


    — Hãããããã........ Tá. Não, pera. NÃO!!!!
    avatar
    Nate

    Mensagens : 98
    Data de inscrição : 30/12/2014

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Nate em Ter Jan 24, 2017 11:53 pm

    As dúvidas e as preocupações ainda persistiam na mente do garoto. Muitas coisas aconteceram em tão pouco tempo. Tudo o que Nick desejava no momento era poder dormir tranquilo, por, pelo menos, 10 horas.

    Quando a primeira parte da profecia foi pronunciada por Enmei, toda a atenção do menino foi para as palavras que eram ditas. Ele já tinha ouvido falar dessas profecias, nas quais semideuses eram enviados em missões difíceis pelos deuses. Mas não sabia que uma delas estaria se referindo a Elisa, que acabara de entrar no acampamento.

    Quando o restante foi proferido por Larissa, Nick achou algo errado. Tinha ouvido falar que as missões eram feitos por um grupo, entretanto, pelo o que a líder dissera, muitos campistas estavam envolvido na profecia.

    - Mas...Sr. D... você quer dizer que TODOS nós devemos recuperar o raio? - Perguntou, olhando ao redor e vendo que havia muita gente para uma missão. Isso iria chamar demais a atenção dos monstros.
    avatar
    Bivi

    Mensagens : 236
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Bivi em Ter Jan 24, 2017 11:59 pm

    Elisa seguiu os demais até a Casa-Grande e fitou sr. D com a postura tensa. Seus músculos enrijeceram ainda mais quando Enmei recitou parte da profecia. Pelo o que ela havia entendido, ela deveria ser o filho proibido que carregava o destino do Olimpo. Aquilo só a deixou mais aflita ainda.

    — Mas como vamos fazer isso? Quero dizer... por onde começamos? — Perguntou, sem fazer ideia de como poderiam recuperar o raio-mestre. — Ninguém vai nos ajudar?

    Elisa engoliu em seco com tantos questionamentos que ainda pairavam em sua cabeça. Era difícil lidar com tanta responsabilidade não só pela busca em si, mas também pelo seu papel na profecia. Ela nem queria imaginar o que aconteceria caso eles falhassem.

    Jade olhou para Dennis e Elisa, percebendo a tensão nos rostos deles. Naquele momento era importante parecer calma e segura de si - mesmo estando tensa no fundo - para tranquilizá-los.

    — Sr. D. já deve ter pensado em algo. Não? — Indagou, olhando de relance para o homenzinho. Seu olhar se voltou para Nick ao ouvir sua pergunta. — Acho que sim...
    avatar
    Caio

    Mensagens : 90
    Data de inscrição : 30/12/2014
    Idade : 18

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Caio em Qua Jan 25, 2017 12:13 am

    Encontrar o líder do acampamento só ajudou a aumentar a tensão mais ainda, Liam e Clover mal defender ou acusar o garoto de cabelo prateado. No recital da profecia ao invés das coisas ficarem mais claras acabaram ficando ainda mais confusas.

    - F-Foi mal pelo vacilo Sr. D Senhor..., mas Nick está certo, normalmente é enviado somente três membros por missão, já que 3 é um número sagrado pra gente e tals... – Liam continuara a falar com os olhos inquietos, mal conseguindo olhar direto para os olhos de Dionísio. – Três parcas; Zeus, Poseidon e Hades. Não achas é equivoco mandar um grupo tão grande ?

    Tudo aquilo ainda era difícil para Clover digerir, e por que sua irmã sabia de uma profecia tão importante, e nem havia contato para ela, todo aquele mundo não fazia sentindo para a garota.
    avatar
    Hack
    Admin

    Mensagens : 322
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Hack em Qua Jan 25, 2017 12:49 am

    — Shhh, crianças!! — Sr. D ficou vermelho de raiva com a petulância dos campistas. — Blábláblá apenas três membros por missão blábláblá, sabem, assim vocês acabam com a paciência de quem tá escrevendo isso tudo. Acha que é fácil pensar em uma desculpa pra mandar tantas pessoas de uma só vez numa missão? Quem manda ter tanta gente participando do rpg?? Ó, cinco mais quatro dá nove; mais um filho proibido dá dez, mais dois líderes de chalé dá doze. A gente ignora o meio líder de chalé e fica com doze, que é múltiplo de três, aí assim a gente pode mandar todo mundo pra missão! Satisfeitos?

    Dennis contou nos dedos as somas que Dionísio tinha feito, tentando checar o resultado. Sua cabeça começou a soltar fumaça; pelo jeito o filho de Hefesto era de humanas. Nada mais fazia sentido.

    — T-Tá, mas mesmo assim... Por quê a gente que vai ter que ir nessa missão?? Não tem, sei lá, outros campistas para irem no nosso lugar? — Dennis roía as unhas. — E-Eu não quero morrer tão cedoo...

    Sr. D estava ficando sem paciência. Ele colocou as mãos na cintura e, por um momento, Dennis podia jurar que o deus iria surtar.

    — Olha, menina Loíse fez uma pergunta interessante!! — o homenzinho foi rápido em mudar de assunto. — Claro que vocês não vão ficar sem ajuda, oras bolas! Nós, deuses, decidimos dar uma mãozinha à vocês nessa missão suicida. O raio-mestre de Zeus é uma das armas mais poderosas do Olimpo. Cada deus possui um emblema, uma marca de seu poder. Aliás, podem pegar.

    Sr. D estalou seus dedos. O símbolo do deus Dionísio brilhou no ar; um cacho de uvas que emitia uma luz púrpura psicodélica. Seu emblema materializou-se numa taça de vinho que, para a infelicidade do deus, estava vazia.

    Ele jogou a taça para Dennis, que quase deixou o objeto cair no chão.

    — Aí está, o primeiro emblema de vocês.

    — E como conseguimos os outros emblemas? — perguntou o ruivo.

    — Então, como eu sou um cara super legal, decidi dar meu símbolo assim, de mão dada para vocês, sem pedir nada em troca. Não há de quê. Mas... os outros deuses acharam que vocês devem provar seu valor para se mostrarem dignos de receber seus emblemas, passando por testes feitos por cada um deles e blábláblá. Sério, eles não tem mais o que fazerem pra inventar isso.

    Sr. D deu de ombros.

    — Vocês vão ter que passar por vários lugares para conseguirem o símbolo de poder dos outros deuses. Ah, e vocês podem aproveitar a viagem para descobrirem o que seu amigo Will tem em mente. Vai que né, ele realmente queira destruir o Olimpo... Aí vocês poderiam por favor impedi-lo de fazer isso e aproveitarem para recuperar o raio-mestre.
    avatar
    Bivi

    Mensagens : 236
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Bivi em Qua Jan 25, 2017 1:10 am

    Elisa escutou a explicação de Sr. D. boquiaberta. Eles seriam desafiados por todos os Deuses. Isso quer dizer...

    — Então nós vamos poder conhecer nossos pais divinos...?! — Indagou, seus olhos brilhando com esperança por um momento. Durante toda a vida ela teve vontade de conhecer o seu pai; essa era a sua melhor chance.

    Jade abriu um sorriso diante da pergunta. Será que ela descobriria quem era a sua mãe? Pelo menos tinha alguma coisa boa naquela história. E, mesmo se não descobrisse, seria uma grande honra encontrar os Deuses pessoalmente.

    — Bem... Qual vai ser a nossa primeira parada?
    avatar
    Caio

    Mensagens : 90
    Data de inscrição : 30/12/2014
    Idade : 18

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Caio em Qua Jan 25, 2017 1:23 am

    Por muito tempo Clover tinha raiva de sua mãe, por simplesmente deixa-la numa cesta de palha na frente de uma porta, mas agora que ela conhecia a realidade dos deuses deve vontade de conhecer Deméter, mesmo tendo de enfrentar testes para conseguir as relíquias dos deuses, e impedir um semideus maluco com a ideia de fazer uma guerra contra os deuses.

    Já Liam não queria continuar a interrogar Sr. D, capaz dele transformar o sátiro num golfinho com perna de bode, então apenas resolveu aceitar sua “boa vontade” e seu presente.
    avatar
    Nate

    Mensagens : 98
    Data de inscrição : 30/12/2014

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Nate em Qua Jan 25, 2017 1:26 am

    Mentalmente, Nick também realizou a conta para verificar se estava correto. Não que o garoto fosse ruim em matemática, mas como as aulas de seu professor eram lentas e entediantes, ele passava mais da metade do tempo dormindo.

    Ao menos, ao olhar para Dennis e para Allen, viu que não era o único que estava com dificuldade. O jovem de cabelos brancos nunca recebera esse tipo de ensino em sua vida, sua mãe sempre dissera que o único cálculo necessário a ele era saber contar o número de gado que eles possuíam.

    Terminando de escutar o que o Sr. D dissera, Nick voltou a se preocupar novamente com a missão. Eles teriam ajuda dos deuses, mas que tipo de testes os esperavam? E se falhassem em algum? Essas dúvidas o deixaram mais nervoso, e é apenas esse sentimento que o mantinha acordado.

    No entanto, a pergunta de Elisa também criou esperanças no garoto. Esperanças de finalmente conhecer seu pai.
    avatar
    Cah

    Mensagens : 160
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Cah em Qua Jan 25, 2017 2:29 pm

    — Tá mas esse em..."emble" não sei quê — Ryan começou a dizer. — É o símbolo dos deuses, mas o que isso significa? Isso vai nos dar alguma espécie de superpoder? Se vamos passar por testes, eles tem que valer alguma coisa.


    Ao escutar o comentário de Elisa sobre a possibilidade de encontrarem seus pais divinos, foi como se uma fagulha de esperança tivesse se aceso dentro de Rose. Sabia que os deuses não poderiam interferir na jornada que teriam que fazer, mas se pudessem contar com alguma ajuda... A possibilidade de encontrar o pai quase permitiu à garota se animar um pouco.
    avatar
    Hack
    Admin

    Mensagens : 322
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Hack em Sex Jan 27, 2017 8:09 pm

    Sr. D ergueu uma das sobrancelhas quando os campistas perguntaram se conheceriam seus pais divinos, sem entender muito bem a animação deles.

    — Eh? Hã, creio que sim...? E pirralho, você tá achando o quê, que os emblemas são só pra enfeite?? — o homenzinho ficou meio de cara com a pergunta de Ryan. — Eles são a prova do poder dos deuses e, ouça bem o que eu digo, não subestime o poder dos deuses.

    — Ohh, então vamos mesmo ganhar superpoderes?! — os olhinhos de Dennis brilharam.

    — É, é, vocês vão ganhar superpoderes.

    — E o que essa taça de vinho faz?! Eu... vou ganhar algum poder??

    — Ahãm. Você vai poder segurar líquidos aí dentro e beber deles.


    — Oh.

    Dionísio bateu uma palma na outra, chamando a atenção dos semideuses.

    — Ah. Quase esqueci. Ops. Tenho mais um presentinho para vocês.

    Ele estalou os dedos outra vez. Magicamente, um mapa de papel surgiu no ar. Dennis agarrou-o antes que este também caísse no chão.

    — É um mapa ***mágico***! Ele irá mostrar a localização onde os testes serão feitos.

    Ligeiro, o garoto ruivo desenrolou o papel. Nele, o mapa dos Estados-Unidos estava estampado, mas não havia nenhuma marcação.

    — Ué!!! Isso não tá funcionando!

    De repente, como se alguém estivesse escrevendo com uma caneta vermelha invisível, um grande “X” foi marcado no papel. O nome do local surgiu em letras douradas, um emblema brilhando.

    “Central Park. Deméter.”



    Dennis soltou um gritinho de surpresa.

    — U-UAU!!! QUE INCRÍVELL!! — ele virou-se para os colegas, mostrando o mapa e apontando com o dedo o primeiro local que iriam. — Olhem só!! Central Park!!

    — Isso, isso. Agora, vão arrumar suas malas e se despedirem de seus amiguinhos. Vocês vão partir ainda hoje. E quanto os membros restantes do grupo... — Sr. D lançou um olhar à Larissa. — Decidam entre si quem irá e quem fica.

    Larissa assentiu, obediente.

    — Sim senhor.

    — Beleza. Já fiz o que eu tinha que fazer aqui então... se me dão licença.

    ............................

    — A-Ah, é pra gente ir embora?? — Dennis gaguejou, após minutos de silêncio.

    Sr. D apenas lançou um olhar ameaçador, os olhos brilhando numa cor púrpura.

    — H-Hã, a gente vai indo nessa!! O-Obrigado por tudo, senhor!! — desesperado para sair dali, Dennis olhou para os outros campistas, suando frio. — A g-gente se encontra depois aqui na frente da Casa-Grande, pode ser?

    Antes que os semideuses fossem embora, Lari chamou a filha de Poseidon:

    — Elisa, fique aqui. Vamos ter uma reunião do conselho.
    avatar
    Cah

    Mensagens : 160
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Cah em Sex Jan 27, 2017 8:34 pm

    Ryan observou com admiração o mapa ser marcado magicamente com o X.

    — Espera, por que o símbolo dessa deusa está no Central Park? Tipo, naquele lugar...cheio de gente!?

    Rose olhou para ele, entendendo sua dúvida. Também tinha ficado surpresa com o primeiro destino. Quando ouvira sobre os emblemas, imaginara algum lugar mais respeitoso, algo que tivesse mais a ver com os deuses. Mas, sabia que o fato do local ser movimentado não atrapalharia. A névoa daria um jeito de ocultar o que quer que encontrassem da curiosidade dos mortais. O que a preocupava era o que encontrariam mais pra frente.

    Ao ouvir o Sr. D dizendo que era hora de se arrumarem para partir, sentiu-se triste. Um pouco desamparada por terem que aceitar uma missão tão importante em cima da hora.
    avatar
    Nate

    Mensagens : 98
    Data de inscrição : 30/12/2014

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Nate em Sex Jan 27, 2017 8:46 pm

    Os olhos de Nick, que ainda lutava para mantê-los aberto, brilhou de excitação quando o garoto ouviu que eles obteriam superpoderes. Embora nunca tenha se importado tanto em ficar mais forte, aquelas últimas horas no acampamento o fez perceberr o quão inexperiente e fraco ele era. Claro que sua natureza não o ajudava, já que o menor esforço físico o deixava sonolento.

    Quando letras douradas surgiram no mapa, indicando o primeiro local da missão. O garoto ficou surpreso.

    - Difícil pensar que iremos encontrar a deusa naquele lugar, né? - Respondeu Ryan, se aproximando do menor e de Rose que estava próxima. - Mas acho que é até bom. Digo, não é em algum lugar muito longe, e ainda é perto da minha casa!
    avatar
    Cah

    Mensagens : 160
    Data de inscrição : 28/12/2014

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Cah em Sex Jan 27, 2017 8:57 pm

    — Você mora por lá? — O tom do menino soou surpreso.

    Rose fez uma afirmativa com a cabeça e sorriu para Nick. Quem sabe seria possível ver o prédio de longe. Pensando melhor, saber que iriam começar com um local conhecido não soava tão ruim.

    Mas era melhor começarem a se aprontar logo...

    A garota começou a andar na direção da porta, chamando os outros.
    avatar
    Nate

    Mensagens : 98
    Data de inscrição : 30/12/2014

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Nate em Sex Jan 27, 2017 9:11 pm

    Entendendo o gesto da garota, Nick avisou Ryan:

    - Acho que devemos preparar nossas coisas então. Seria ruim se algum filho de Hermes roubar algo nosso enquanto estivermos... - Só então o garoto se lembrou que Ryan não era como ele, indeterminado, e sim um dos filhos do deus mensageiro. - Er...digo...não estou me referindo a você, claro! Sei que nunca roubaria algo precioso, não é?

    Vendo que sua amiga já estava a alguns passos à frente, ele chamou sua atenção:

    - Rose! Por que você não nos ajuda a arrumarmos nossas coisas?

    Conteúdo patrocinado

    Re: Uma visita inesperada

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Set 24, 2017 3:38 pm